Imagem: Agência Brasil

Selecionamos um conjunto de artigos, teses, dissertações e livros que abordam a discussão concernente à temática Trabalho doméstico. Os artigos foram coletados através da biblioteca eletrônica SciELO, e as teses aqui disponibilizadas encontram-se no Catálogo de Teses e Dissertações da CAPES.

Bons Estudos!

Artigos

AGUAYO, Beatriz Eugenia Cid; RAMIREZ, Loreto Patricia Arias. La Economía Solidaria en la politización del trabajo escondido de las mujeres. Rev. Estud. Fem.,  Florianópolis ,  v. 27, n. 2,  e54486,    2019 .   Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-026X2019000200222&lng=en&nrm=iso>. access on  27  Nov.  2019.  Epub July 22, 2019.  http://dx.doi.org/10.1590/1806-9584-2019v27n254486.

ANDRADE, Joana El-Jaick. O feminismo marxista e a demanda pela socialização do trabalho doméstico e do cuidado com as crianças. Rev. Bras. Ciênc. Polít.,  Brasília ,  n. 18, p. 265-300,  Dec.  2015 .  
Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522015000400265&lng=en&nrm=iso>.
Acesso em   27  Nov.  2019.  http://dx.doi.org/10.1590/0103-335220151810

CAMPOS, Consuelo Campos; MUNOZ, Lucía Saldaña. Relaciones de género y arreglos en parejas de profesionales: ejecución v/s responsabilización. Rev. Estud. Fem.,  Florianópolis ,  v. 26, n. 2,  e42931,    2018 .   Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-026X2018000200203&lng=en&nrm=iso>. Acesso em 27  Nov.  2019.  Epub Junho 11, 2018.  http://dx.doi.org/10.1590/1806-9584-2018v26n242931.

GUIGINSKI, Janaína; WAJNMAN, Simone. A penalidade pela maternidade: participação e qualidade da inserção no mercado de trabalho das mulheres com filhos. Rev. bras. estud. popul.,  São Paulo ,  v. 36,  e0090,    2019 .  
Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-30982019000100159&lng=en&nrm=iso>.
Acesso em   27  Nov.  2019.  Epub Nov 04, 2019.  http://dx.doi.org/10.20947/s0102-3098a0090.

HIRATA, Helena; KERGOAT, Danièle. Novas configurações da divisão sexual do trabalho. Cad. Pesqui.,  São Paulo ,  v. 37, n. 132, p. 595-609,  Dez.  2007 .   Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-15742007000300005&lng=en&nrm=iso>. Acesso em 27  Nov.  2019.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-15742007000300005.

MARTINS, Ester Gouvêa; VEDOVATO, Luís Renato. Migração internacional de mulheres e o trabalho doméstico remunerado: opressão e cidadania na era da globalização. Rev. Direito Práx.,  Rio de Janeiro ,  v. 8, n. 3, p. 1975-2009,  July  2017 . Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2179-89662017000301975&lng=en&nrm=iso>.
Acesso em 27  Nov.  2019.  http://dx.doi.org/10.1590/2179-8966/2017/23572.

MEDEIROS, Marcelo; PINHEIRO, Luana Simões. Desigualdades de gênero em tempo de trabalho pago e não pago no Brasil, 2013. Soc. estado.,  Brasília ,  v. 33, n. 1, p. 159-185,  Abr.  2018 .   Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69922018000100159&lng=en&nrm=iso>. Acesso em  27  Nov.  2019.  http://dx.doi.org/10.1590/s0102-699220183301007.

SANTOS, Vagner Dos; RODRIGUES, Izabella Oliveira; GALVAAN, Roshan. “It is not what I planned for my life”. Occupations of live-in domestic workers. Cad. Bras. Ter. Ocup.,  São Carlos ,  v. 27, n. 3, p. 467-479,  Sept.  2019 .   Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2526-89102019000300467&lng=en&nrm=iso>.
Acesso em   27  Nov.  2019.  Epub Aug 29, 2019.  http://dx.doi.org/10.4322/2526-8910.ctoao1873.

SILVA, Viviane Zerlotini da. As relações de gênero na produção capitalista do espaço de trabalho. Cad. Pagu,  Campinas ,  n. 55,  e195521,    2019 .  
Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-83332019000100510&lng=en&nrm=iso>.
Acesso em   27  Nov.  2019.  Epub May 30, 2019.  http://dx.doi.org/10.1590/18094449201900550021.

Teses e Dissertações

JESUS, JORDANA CRISTINA DE. Trabalho doméstico não remunerado no Brasil: uma análise de produção, consumo e transferência. 2018. Tese (Doutorado em Demografia) – UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS, [S. l.], 2018. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=6683326. Acesso em: 27 nov. 2019.

MIRANDA, JULIANA ISAIAS. QUANDO O TRABALHO NÃO TERMINA NO FIM DO EXPEDIENTE: AS EXPRESSÕES DA CONDIÇÃO PERMANENTE DO SERVIR NO COTIDIANO DAS TRABALHADORAS DIARISTAS EM FORTALEZA-CEARÁ. 2018. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) – UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ, [S. l.], 2018. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=6677617. Acesso em: 27 nov. 2019.

PINHEIRO, LUANA SIMOES. O TRABALHO NOSSO DE CADA DIA: Determinantes do trabalho doméstico de homens e mulheres no Brasil. Orientador: MARCELO MEDEIROS COELHO DE SOUZA. 2018. Tese (Doutorado em Sociologia) – UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA, [S. l.], 2018. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=7115705. Acesso em: 27 nov. 2019.

RODRIGUES, MARIANE PEREIRA. TRABALHADORAS DOMÉSTICAS: A (EX)TENSÃO DOS DIREITOS TRABALHISTAS E A EXIGÊNCIA DE TORNAR O TRABALHO DECENTE UMA REALIDADE. 2018. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) – UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO, [S. l.], 2018. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=6918848. Acesso em: 27 nov. 2019.

RODRIGUES, THAYSA MIRANDA. Migração e trabalho doméstico: trajetórias laborais de mulheres latino-americanas na Espanha.. 2018. Dissertação (Mestrado em Sociologia) – UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS, [S. l.], 2018. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=6629251. Acesso em: 27 nov. 2019.

SANTOS, VIVIANNE ARAUJO DOS SANTOS. O trabalho infantil doméstico face ao princípio da prioridade absoluta. 2018. Dissertação (Mestrado em Direito) – UNIVERSIDADE DA AMAZÔNIA, [S. l.], 2018. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=6261690. Acesso em: 27 nov. 2019.

SBRAVATI, DANIELA FERNANDA. “FRUTOS DO SUOR”: RELAÇÕES DE EXPLORAÇÃO, PRODUÇÃO E DEPENDÊNCIA DO TRABALHO DOMÉSTICO NA CORTE IMPERIAL (1822 – 1888). 2018. Tese (Doutorado em História) – UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA, [S. l.], 2018. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=6309908. Acesso em: 27 nov. 2019.

VICENTE, TERESA ARACENA. As mulheres e seus tempos: dupla jornada de trabalho, cuidado de si e lazer na promoção da saúde. 2018. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva) – UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO, [S. l.], 2018. Disponível em: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=6419117. Acesso em: 27 nov. 2019.

Livros


O livro Nova divisão sexual do trabalho?, de Helena Hirata, é o resultado de longa reflexão feita por uma das mais importantes pesquisadoras sobre a temática que trata das interfaces e transversalidades entre trabalho, classe e gênero. Com uma contribuição que tem repercussão mundial, Helena Hirata apresenta neste livro o resultado (inédito no Brasil) de duas décadas de rigorosa pesquisa, com o olhar voltado para as inúmeras particularidades e metamorfoses que vêm ocorrendo no mundo do trabalho

Nas palavras de Silvia Federici, o “ponto zero” é tanto um lugar de perda completa quanto de possibilidades, pois só quando todas posses e ilusões foram perdidas é que somos levados a encontrar, inventar, lutar por novas formas de vida e reprodução. Neste livro, a autora de Calibã e a bruxa reconstrói os caminhos do feminismo anticapitalista e anticolonialista — e sua própria trajetória como intelectual engajada —, desde os primeiros anos das mobilizações por salários para o trabalho doméstico, na década de 1970, até a batalha pelos “comuns”, reabilitada pelos movimentos sociais na virada do século.

Filmes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »